Diários - Perú, Perú

A montanha das sete cores, a mais recente descoberta do Perú

Fevereiro 4, 2017

A viajar pelo Perú constatava de uma forma real as alterações climáticas espelhadas na natureza. Depois de assistir ao desgelo das montanhas em Huaraz, chegava à montanha das sete cores. Uma caminhada entre os vales rosados e verdejantes da chamada montanha arco-íris. Outrora recoberta de neve… A descoberta é recente e é fascinante!

As montanhas são umas das regiões do mundo mais afectadas pelas alterações climáticas. O aumento das temperaturas, o desaparecimento das glaciares, o aumento dos riscos climáticos e a perda da biodiversidade estão actualmente a desestabilizar o delicado equilíbrio dos ecossistemas montanhosos, a segurança alimentar e os meios de subsistência das populações montanhosas.

E, é aqui, nas montanhas que muitas das culturas indígenas ainda vivem de uma forma simples, distantes da modernização da Europa e dos EUA. A montanha é um habitat riquíssimo, no entanto, frágil no concerne à biodiversidade e aos recursos hídricos. E, é importante ressalvar que 50% da biodiversidade está aqui e que os recursos de água abastecem metade da população mundial. Seis das vinte principais culturas alimentares do mundo se originaram nas montanhas, bem como um grande número de animais domesticados, incluindo ovelhas, cabras, iaques, lhamas e alpacas.


Desde 2013, é possível visitar a montanha de Ausangate da cordilheira de Willkanuta nos Andes do Peru devido ao aquecimento global. A mudança climática é uma ameaça para todas estas comunidades e paisagens. Ao longo da caminhada o deslumbramento é  quase inconsciente. As cores rosadas e verdejantes encaminhava-nos até ao cume da montanha de Ausangate. Até aos 5200 metros de altitude. Ao longe, ainda era possível observar alguns glaciares mas provavelmente não será por muito mais tempo…

No caminho muito indígenas acompanhavam a caminhada. Era notória a escassez da agricultura e por isso muitos tentavam gerar dinheiro com os turistas. Durante séculos, as populações indígenas sempre se adaptaram às mudanças. O Homem é um ser adaptável e a natureza está sempre em transformação. Mas… Fica a incógnita: serão mesmo capazes de sobreviver às mudanças drásticas dos próximos séculos?

—-

Rainbow Mountain

Peru, 2016

Mountains are among the regions most affected by climate change. Rising temperatures, disappearing glaciers, increasing weather hazards and loss of biodiversity, are destabilising the delicate balance of mountain ecosystems and the food security and livelihoods of mountain people.

Mountains are also home to many of the world’s indigenous cultures and languages. They are rich but fragile repositories of biodiversity, water and ecosystem services, containing nearly 50 per cent of the world’s biodiversity hot-spots and providing freshwater resources for half of its population.

Since 2013 its possible to visit the Ausangate mountain of the Willkanuta mountain range in the Andes of Peru because of global warming. Climate change is a threat to all these communities and landscapes. Six of the world’s twenty main food crops originated in the mountains, as well as a large number of domesticated animals, including sheep, goats, yaks, llamas and alpacas. Indigenous adapted to climatic changes over the centuries but can they survive to the drastic changes next centuries?

Facebook Comments

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply