Cuba

Conselhos para quem vai viajar para Cuba

Junho 29, 2016

Viajar para Cuba é uma viagem no tempo. Todos os momentos potenciam uma viagem de reflexão. Uma viagem cultural, onde a história da revolução ainda está viva. Pára para conversar com os idosos e jovens. A primeira viagem a Cuba dá um nó na cabeça de qualquer um… Vais ter que fazer contas a toda a hora, ter duas moedas não é coisa fácil! Vais conhecer rostos de revolta e de tristeza. Vais ver os rostos mais felizes e os corpos mais ritmados do mundo. Cuba é um poço de descobertas… Por isso, prepara-te!

VISTO

Prepara-te antes de viajar

Para entrar em Cuba é necessário uma carta de turista. Se viajas por conta própria tem atenção que em Portugal a carta pode demorar uma semana numa agência de viagens e tem um custo de 35 euros. Se estiveres no México, numa simples agência de viagem consegues no imediato ter o papel nas mãos.

À chegada, garante que sabes onde te vais hospedar e que vais de férias. Caso contrário, o questionário vai ser grande!

DINHEIRO

Cuba tem duas moedas e não é barata

Primeiro, não é difícil fazeres as contas, o que chateia é ter de perguntar constantemente se os preços estão em CUC ou CUP. Olhar sempre para o troco porque pagas com CUC e muitas vezes recebes em CUP. Uma confusão!

A moeda oficial de Cuba é o Peso Cubano – CUP. Ele é usado por cidadãos cubanos. Supostamente! Não foi bem a realidade que observei! Cubanos e turistas usam ambas as moedas.

A moeda usada por turista é o CUC, Pesos Convertíveis.         1 euro = 1 CUC = 25 CUP

Para realizar o câmbio, existem casas chamadas CADECA, onde podes demorar mais de meia hora na fila de espera. Preferem euros, a dólares, como é evidente pelas relações externas com os USA. Atenção que, cobram um imposto de 10% da realizar o câmbio de dólares.

Se tiveres oportunidades de pagar com cartão de crédito, aproveita! Mas devo dizer que são raros os locais. E atenção, leva um cartão Visa, não se consegue levantar dinheiro nos ATM com cartões Mastercard.

MOBILIDADE

Planeia a tua viagem por Cuba antecipadamente

Para viajar dentro do país é possível de forma autónoma mas também não é fácil. Com partida de Havana, para qualquer ponto do país, podes viajar de autocarro ou comboio. Contudo, ambos ficam longe do centro da cidade e por isso terás de apanhar um táxi que ronda cerca de 10 euros. Tenta comprar o bilhete de autocarro antecipadamente via online, caso contrário poderás não conseguir lugar para pequenas regiões turísticas, como por exemplo Viñales.

A opção alterantiva e que na minha perspectiva acaba por ser mais benéfica é: o táxi colectivo. Os táxis são carros antigos, quase todos em más condições, que oferecem na maioria das vezes preços iguais aos autocarros. O tempo de viagem é sensivelmente menor. Para além disso, a experiência é mais autêntica e poderás ter a oportunidade de ter uma conversa interessante com o taxista.

Se viajares por Cuba, começa por Havana e depois faz um circuito pelas principais cidades regressando a Havana apenas para a partida! É mais fácil a mobilidade e vais te aperceber rapidamente disso.

INTERNET

Internet ainda é um bem restrito

A internet ainda é um recurso difícil em Cuba. Tens de comprar um cartão com uns códigos (tipo raspadinha) e utilizar o WIFI numa praça onde esteja disponível. Compra o cartão numa loja oficial por um preço de 2 CUC (aproximadamente 2 euros) por 1 hora de internet. Há um número limite por dia de cartões, por isso não te admires se chegares à loja e não conseguires comprar. Pode-se comprar 3 cartões de 1 hora ou então um cartão com 5 horas de internet.

Tens sempre a opção de comprar na rua, no mercado negro, mas também podes ter o azar de comprar um cartão inválido. Podes também comprar em alguns hotéis mas cobram pelo mesmo cartão mais um ou dois euros.

Podes aceder à internet nas principais praças da cidade ou então em hóteis. E encerra adequadamente a tua sessão, caso contrário o tempo está a contar! Com tudo isto, a recomendação é simples: evita usar internet durante as tuas férias.

CUIDADOS A TER NA RUA

Paciência e prudência são necessárias

Muitos cubanos tentam ganhar a vida na rua. É frequente encontrares angariadores de turistas para casas particulares. É muito normal, enquanto danças salsa tentarem vender aulas de dança. Aos homens, cuidado que a oferta de prostitutas é enorme e elas estão em todas as portas. É também frequente encontrarem cubanos a venderem charutos de qualidade duvidosa nas ruas de Havana, onde vos querem levar a uma cooperativa de charutos ou festivais de dança. E ainda, há muitos cubanos que tentam ser amigos de alguma forma em momentos de convívio e quando dás conta estão a tentar que lhes pagues algo, muitas vezes uma refeição. Os cubanos vendem uma imagem de pobreza, compreendo que os seus salários são baixos, mas a certa altura vais te cansar deste tipo de pedintes. Se não conheceres os “puros” cubanos sais de Cuba com uma má imagem dos cubanos, cansado de teres de desconfiar de tudo.

Mas atenção, a criminalidade é baixa, estas situações acontecem simplesmente porque os cubanos estão a tentar ganhar a vida de alguma forma.

A primeira viagem a Cuba não é fácil mas assim que te tornas flexível e paciente, entras no ritmo dos cubanos e começas a usufruir de Cuba!

Facebook Comments

Também vais gostar

Sem Comentários

Deixe um comentário