Costa Rica, Diários - Costa Rica

E se acordasse no paraíso? Uma visita ao La Palapa Eco Lodge Resort

Outubro 9, 2016

Em viagem pela Costa Rica, o próximo destino seria Portalón, a poucos quilómetros do Parque Manuel António e de praias quase desertas banhadas pelo mar do Pacífico. Na pequena aldeia de Portalón, Manuel Bragança construiu um paraíso selvagem com uma diversidade de fauna e flora única.  Chegava a Portalón e a sensação era de estar a viver num sonho.

Naquela manhã de agosto, em Portalón, numa terra longínqua, na costa pacifica da Costa Rica acordava com esta breve sensação de acordar no paraíso. A luz entrava pela janela, o verde do jardim exterior parecia um quadro pintado na parede. E a luz que entrava pelo pequeno triângulo de luz da cabana despertava-me lentamente para o paraíso. Sim, estava no paraíso! Estava na Costa Rica, no La Palapa Eco Lodge Resort do Manuel Bragança, português de gema e com alma bem portuguesa apesar dos 6 anos que já conta na Costa Rica.

Ele que chegou ao paraíso através das palavras de um amigo de longa data que um dia lhe disse: “Vou reformar-me e vou viver para o paraíso!”. Aquelas palavras marcaram Manuel e quando a crise económica tornava-se uma ameaça real, ele fez malas e bagagens  e partiu para a Costa Rica, com o sonho de viver no paraíso. Eu que sou dita por maluca por deixar o meu país aos 33 anos, louvo a coragem de Manuel que aos 58 anos começou uma nova vida deste lado do mundo.

Pequeno-almoço no La Palapa Resort

Pequeno-almoço no La Palapa Resort

O cenário estava montado e o paraíso pode esperar enquanto locais como estes existirem. Aproveitava a manhã para explorar os 60 hectares que compõe o La Palapa. Marvin um dos empregados do resort, depois de me levar a percorrer um pouco dos jardins do La Palapa indicaria-me como chegar pelo trilho até à cascata. Desfrutando de uma caminhada entre a floresta tropical chegava a uma cascata pequena onde durante horas desfrutei do paraíso com umas rãs negras pintadas de verde. Mergulhava na leitura num autêntico cenário de contos. Há momentos mais mágicos que este?

Há pois! Magda, a sobrinha de Manuel Bragança também decidiu mudar-se para a pura vida! Sempre com um sorriso aberto pela manhã e com um passo lento de quem já se adaptou ao ritmo da Costa Rica. Nesse dia solarengo saíamos pela aldeia de Portalón para chegar à mais bela praia da Costa Rica, a Praia Linda. No caminho até ao mar passamos por um pântano e um rio com crocodilos, depois o solo arenoso encaminhava-se até às palmeiras. No longo caminho junto ao mar há uma linha de palmeiras que cobre a linha costeira, depois há um longo areal cinzento até, enfim, chegarmos ao mar. Naquele dia, o céu azul reflectia na água dando aos meus olhos a ilusão de estar dentro de um espelho. Não se distinguia o ceú da terra, não havia horizonte. Um reflexo puro, conjugando estes dois espaços num só lugar. Se o paraíso está reservado ao céu, o céu estava aqui e eu estava mesmo no paraíso.

Praia Linda

Praia Linda

Regressava pela noite ao La Palapa, ao passar o primeiro corredor de plantas, Ademar chamava-me entusiasmado para me mostrar a rã verde de olhos vermelhos que tanto ansiava ver. Parecia uma criança a tirar fotos e mais fotos até que a rã me saltou para a câmera e eu dei um grito de surpresa! Ademar ria-se às gargalhadas com a minha excitação.

Terminava assim o dia, como se estivesse a viver dentro de um sonho. Incrédula, adormecia ansiando que um novo dia me despertasse no paraíso.

 

Viajei a Portalón a convite do La Palapa Eco Lodge Resort, com site acessível em www.lapalaparesort.com

Facebook Comments

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Soluções para viajar: Redes de amigos – Lookingaround Maio 22, 2017 at 13:44

    […] também ser úteis para encontrar novos amigos. A procurar portugueses pela Costa Rica cheguei ao LaPalapa do Manuel em Portalón. Ele abriu-me a porta do seu paraíso de uma forma extraordinária! Senti-me […]

  • Leave a Reply