Belize

Guia de viagem para Caye Caulker

Agosto 1, 2016

A viagem a Caye Caulker é obrigatória para os amantes de mergulho subaquático. O Belize é mundialmente famoso pelo Blue Hole. Uma cratera  circular com mais de 300 metros de diâmetro rodeada de corais e com uma profundidade de mais de sessenta milhas. Este cenário encaixa nas imagens idílicas dos paraísos caribeanos. E retira-lhe as praias longas de areia fina. Para aproveitar bem do paraíso é fácil mas não é barato…

Mergulhar no Blue Hole

O Blue Hole é a imagem de marca do turismo do Belize. Localiza-se no coração do atol Lighthouse Reef e para lá chegar a embarcação leva mais de 2 horas. O mergulho no Blue Hole não é apelativo pelos corais, cores e a diversidade de peixes. Ali, os mergulhadores entram num buraco profundo onde podem chegar aos 40 metros de profundidade, uma submersão em águas com alguma escuridão observando estalagmites gigantes dentro do mar. É um mergulho exigente, para peritos.

Este lugar ficou popularizado pelo investigador, fotógrafo, cineasta e mergulhador Jacques-Yves Cousteau. Mas para além dos mergulhadores, há os curiosos que preferem observar o Blue Hole numa vista aérea numa pequena avioneta ou em saltos tadem cheios de adrenalina. Independente da experiência, o Blue Hole é um lugar mítico e único. E apenas para a carteira dos mais endinheirados.

Blue Hole Fonte:Wikipedia

Blue Hole Fonte:Wikipedia

Snorkeling  ou Passeios de veleiro na Reserva Marinha de Hol Chan

Não é necessário mergulhar no Blue Hole para perceber que estamos localizados na maior barreira coral do hemisfério norte. A poucas milhas da costa é possível mergulhar nas águas e ver corais com peixes de todas as cores, tubarões-enfermeiros, raias, moreias, garoupas e tantos outros. São corais vivos e surpreendentes. Nada na água baixa e não toques nos corais, a conservação é fucral para a sobrevivência dos corais e do turismo. E deslumbra-te neste espectáculo visual por horas e horas.

Snorkeling em Caye Caulker

Snorkeling em Caye Caulker

Pescar em Caye Caulker

Aproveita um dia de pesca com um pescador local. É fácil conhecer pescadores e basta pagares a gasolina do barco para conseguires uma manhã de pesca na região. A experiência vale a pena e tens peixe fresco para o jantar.

Ver o pôr do sol no Split

O Split é ponto obrigatório na ilha. É um bar/restaurante onde se encontra todos os turistas e muitos outros locais. É este ponto que marca a divisão da ilha. Desde 1961, quando atingidos pela fúria do furacão Hattie, a ilha dividiu-se em duas e apenas com algumas braçadas se consegue chegar ao lado mais inóspito da ilha.  Depois do furacão, o Split marca o ponto de encontro para desfrutar de boa música, boas bebidas e um pôr-de-sol único.

Split, o ponto que divide a ilha desde o furacão de 1961

Split, o ponto que divide a ilha desde o furacão de 1961

Como chegar

Há várias empresas de barcos a realizar o transporte para Caye Caulker. Compra bilhete de ida e volta e está atento ao horários. Há saídas da Cidade do Belize e de Chetumal, no México.

Onde ficar

Na primeira linha costeira e bem próximo de pontão de embarcação tens o hostel Yuma’s. Uma casa colorida com uma área de convívio com vista para o mar. Há ofertas mais baratas mas sem grandes condições.

Depois há hóteis e casas para arrendar. Se decidires desfrutar por um mês do paraíso consegues encontrar preços mais atrativos.

Onde comer

Num churrasco que estão montados na primeira linha costeira na principal avenida de Caye Caulker. Aproveita o peixe fresco que sai directamente do mar para o churrasco.

Para um restaurante típico, económico e com qualidade tens o restaurante mesmo em frente ao único banco que se encontra na ilha.

Depois há bons restaurantes na ilha com peixe fresco. Prova as conchas gigantes. Há receitas fantásticas com concha usando óleo de côco. A comida tem outro sabor…

Facebook Comments

No Comments

Leave a Reply