Diários - Perú, Perú

No mercado de Arequipa a provar iguarias

Fevereiro 3, 2017

Os mercados peruanos são uma descoberta fascinante, onde se pode encontrar um pouco de tudo… Sim, tudo! Já nos aproximavámos do mercado e as pequenas rolotes de ovos de cordonizes se alinhavam no passeio. Depois os salgadinhos fritos que comiam enquanto caminhavam. Os doces e os refrigerantes. O mercado em pleno centro da cidade seria um baú de surpresas.

No primeiro corredor do mercado as bancas de chapéus tradicionais, às centenas preenchem a loja do chão ao tecto. Depois de cruzar as lojas de artesanato e roupas, o mercado tem fileiras de bancas de frutas. Todas aglomeradas em escada onde a vendedora se coloca no topo. Ao lado, algumas pequenas bancas vendem sumos de frutas. Umas canecas altas com uma mistura de frutas à preferência do freguês, a um preço muito simbólico.

Em seguida, o mercado ganha contornos. Quarteirões de restaurantes de comida típica peruana onde o povo se senta ao redor do balcão. Ceviches, papas relenas, cuy assado, leitão e muitos outros. No segundo andar do mercado há que provar uma especialidade típica de Arequipa, o gelado de queijo. Na verdade o gelado não tem queijo, o nome advém da sua cor. A banca da Dona Rosa os jornais estavam afixados pelas paredes. Ali estava o melhor gelado de queijo de Arequipa.

Mas o que havia de mais curioso neste mercado eram as bancas de infusões e chás com plantas medicinais. Pela manhã, o povo juntava-se à volta da banca para preparar o corpo para as injúrias do dia e todos os males do nosso corpo.

As aventuras gastronómicas pelo mercado multiplicavam dia após dia sempre com novas e variadas descobertas. Numa diversidade gastronómica tão vasta como a peruana com certeza muito ficaria por conhecer.

Facebook Comments

Também vais gostar

Sem Comentários

Deixe um comentário