Diários-México

Um cenote encantado em Valladolid

Maio 20, 2016

Cansei de procurar qual o melhor cenote a visitar. Sigo o conselho dos mexicanos e até ao momento não me tenho desiludido. Estava em Valladolid e do centro da cidade até ao cenote da fazenda San Lorenzo Oxman marcava 4 km, 15 minutos de bicicleta. De manhã antes que o sol queime demasiado a pele pedalei numa cidade ainda por acordar. Aqui o dia começa tarde. Entrei depois numa povoação mais pequena, onde as pessoas estavam a sair de casa em bicicleta e depois entro por um caminho de terra. Cruzei a linha férrea, sem viva alma pelo caminho e chegava com as 10 da manhã à fazenda. Uma entrada coberta de ervas altas e tudo descuidado, sem gente pelo caminho. Atravesso a entrada amarela do palacete e do outro lado uma piscina solitária e um homem varrendo as folhas do chão. Uma escada lateral dá acesso a um cenote encantado. Um aquário com peixes de diferentes espécies. Um ninho de andorinhas, onde elas por isso parecem loucas de felicidade a sobrevoar a água. As árvores deixam as suas raízes descerem às águas. Sintia-me dentro de um poço sagrado, onde os raios de luz espreitavam e o céu azul era círculo perfeito.

Depois deste cenote deixo de procurar um melhor cenote. Este seria sem dúvida o mais bonito até ao momento…

Facebook Comments

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply